A brincadeira é sem dúvida uma atividade essencial ao desenvolvimento infantil sadio, muitos são os benefícios tragos por essa atividade tão comum no cotidiano infantil.

É a partir da brincadeira que a criança constrói sua experiência de se relacionar com o mundo de maneira ativa, além de poder vivenciar a tomada de decisões por meio de experiências como em um jogo. Essa é uma das características importantes da brincadeira, pois proporciona o desenvolvimento da autonomia, criatividade e responsabilidade quanto a suas próprias ações.

São inúmeros os benefícios da brincadeira, mas para citar alguns, podemos falar sobre o desenvolvimento dos vínculos sociais, a aprendizagem da comunicação, da cultura e dos pares, desenvolvimento dos papéis sociais, controle e elaboração da agressão, vencer desamparos, praticar comportamentos adultos, desenvolvimento das habilidades motoras entre outras funções.

A brincadeira foi se consolidando ao longo do tempo, e atualmente é utilizada nas sessões psicoterápicas por diferentes autores e diferentes abordagens. Atualmente consideramos que o brincar é uma forma de linguagem, é uma maneira que a criança expõe o que está ocorrendo no seu mundo interior. Estando interrelacionado à constituição subjetiva, pois além de ser uma prática significante indica como está acontecendo o desenvolvimento, assinala avanços e progressos, bem como inibições, dificuldades e até patologias.