Há algumas semanas começou a circular na internet um vídeo sobre uma criança de 1 ano que manuseava uma revista como um Ipad. O vídeo foi divulgado pelo site de tecnologia Mashable e logo se espalhou pela internet, e claro, muitas opiniões e comentários surgiram.

Com o comentário do pai da criança, no final do vídeo sobre uma revista ser um “iPad que não funciona” e  que “Steve Jobs codificou parte do sistema operacional dela” muitas pessoas o viram como uma homenagem a Steve Jobs e não levaram muita a sério, enquanto outras se assustaram  e acabou virando  mais uma polêmica na internet.

Alguns alegam que a criança está utilizando habilidades motoras finas ao manusear o aparelho, enquanto outros se preocupam como o avanço da tecnologia pode atrapalhar o desenvolvimento infantil, nesse caso mais especificamente sobre o desenvolvimento das habilidades motoras.

Não viu o vídeo ainda? Veja aqui!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=aXV-yaFmQNk]

Sem dúvida, o vídeo chama a atenção da geração que aprendeu a manusear revistas e jornais, e recortá-los em tarefas escolares, além do uso da massinha de modelar, desenhos com giz de cera, e atividades pedagógicas que trabalham e estimulam o desenvolvimento das habilidades motoras finas.

Provavelmente é um bebê que é estimulado através da tecnologia, que teve contato primeiro como esse tipo de aparelho do que com revistas e jornais. Será que há algum mal nisso?

Considero que a tecnologia é sem dúvida um excelente recurso para facilitar nossa vida, mas assim como todas as outras coisas deve ser utilizada com sabedoria, cuidado e recomendações. Portanto, não vejo motivos para excluir a tecnologia do mundo infantil ou incluí-la totalmente, excluindo todos os meios antigos que são muito necessários para o desenvolvimento de habilidades no desenvolvimento infantil e treino para o mundo adulto.

É importante citar que alguns pediatras avaliam o uso da tecnologia antes dos dois anos como prejudicial; por isso, pais que já se preocupam com o uso da tecnologia pelos seus pequenos, avaliem o uso no dia-a-dia de seus filhos, dependendo da idade mesclem atividades que também sejam interessantes e não sejam relacionadas à tecnologia, como o recorte e desenhos, mas também saibam auxiliá-los no mundo virtual, assim os adultos do futuro poderão dosar a tecnologia com recursos que ainda são úteis – e continuaram sendo.

E você? O que acha do vídeo? Acredita que a tecnologia poderá substituir totalmente recursos manuais?