Amanhã se comemora o dia das mães, muitas escolas já comemoraram essa data, e a maioria das famílias comemoram com um almoço tradicional de domingo. Mas nem todas as crianças possuem uma família tradicional, ou mesmo não possuem mães, então como se deve comemorar essa data?

Apesar da exploração comercial em torno do dias mães é uma data importante para a reflexão da própria família, não é a toa que algumas escolas atualmente comemoram o dia da família, e não mais o dia específico de pais ou mães, assim evita constrangimentos ou situações que a criança possa ficar triste, por já ter perdido a mãe, por exemplo.

Cada escola pode escolher a melhor maneira de comemoração, mas considero importante tanto as famílias, como as escolas levarem em conta a situação específica de cada família.

Para as escolas, é importante avaliar a melhor maneira de se comemorar essa data, respeitando as particularidades das crianças, de suas famílias, optando ou não pela obrigatoriedade na festa, e a possibilidade de convidados, para cada criança.

Para as crianças, por exemplo, é importante um diálogo – que leve em consideração a idade e entendimento da criança sobre a situação – para que não fique desconfortável com essa data e possa participar da escolha de com quem vai passar esse dia, ou quem vai convidar para a festa da escola.

Em relação ao domingo específico no qual se comemora a data, é importante a família decidir em conjunto o como vai ser feita a comemoração, pode-se pais separados, por exemplo, abrir mão de um almoço, mas que depois a criança vá visitar a madrasta, caso tenha afinidade por essa também.

Para as famílias de modo geral é importante lembrar que independente de classe social, famílias tradicionais ou não, o importante é não comemorar o dia das mães por obrigação e sem nenhum significado, só ligada a presentes e sim, refletir sobre a própria valorização da figura materna e da sua importância para a família e filhos de modo geral.